Uber apresenta protótipo de veículo voador

Uber apresenta protótipo de veículo voador

O facto de já ter sido apresentado não quer dizer que a Uber construa o seu "carro voador" exatamente como o protótipo.

"É um conceito de veículo, não existe nada ainda", explicou à AFP Eric Allison, diretor do Uber Elevate, o programa aéreo da empresa, durante a conferência de dois dias da empresa em Los Angeles.

A companhia de transporte individual também aproveitou para anunciar nova parceria com a NASA para o mesmo projeto.

"Assim como os arranha-céus aliviaram um problema de congestão residencial e comercial, o UberAIR também irá [resolver um problema de mobilidade] na vertical", afirmou Nikhil Goel, diretor de produtos do Uber Elevate. "Nosso objetivo é melhorar radicalmente a mobilidade global".

Alguns dos requisitos da Uber para o "táxi voador" é que ele seja capaz de voar a velocidade de cruzeiro de até 320 km/h, um alcance por carga de bateria de 100 km, espaço para quatro passageiros, além da motorização 100% elétrica e as capacidades de decolar e pousar da vertical.

Os voos teriam um piloto a princípio, embora a empresa não descarte uma automatização no futuro. O mesmo deve servir como modelo para que aqueles que serão os fabricantes da Uber - como a Bell Helicopters, a Embraer, e a Pipistrel - desenvolvam os seus próprios conceitos. Para o apoio a estes veículos, em termos de infraestruturas, a Uber mostrou desenhos feitos por empresas de arquitectura dos "vertiportos", uma espécie de heliporto com várias plataformas a situar no topo dos arranha-céus.

Elon Musk, fundador da Tesla, outro gigante do transporte no Vale do Silício, aposta em um método oposto ao da Uber para combater o trânsito em Los Angeles: um gigantesco sistema de túneis.

Artigos relacionados