PSDB mineiro lança Anastasia como pré-candidato ao governo do Estado

PSDB mineiro lança Anastasia como pré-candidato ao governo do Estado

Sabe que sua presença, dadas as acusações a que responde, pode ser tóxica para algumas candidaturas, como a do senador Antonio Anastasia ao cargo de governador de Minas Gerais.

O evento marcado no Hotel Pactual, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, reuniu cerca de 1,8 mil pessoas, entre militantes, prefeitos, vereadores e deputados. A interlocutores, o pré-candidato afirmou não querer subir ao palanque com o risco de ter que dividir espaço com o colega de Senado, que tem sua imagem associada a sucessivos e recentes escândalos de corrupção e tem manchado a imagem do partido, do qual foi presidente até ser alvejado por diversas denúncias. O temor era que, sem um nome na disputa pelo Palácio da Liberdade, a legenda tenderia a se enfraquecer em Minas.

"Não é segredo para ninguém que há dois PMDBs em Minas, o estadual foi oposição a Aécio e nos ajuda a governar Minas; mas o nacional foi todo golpista, votou em conjunto no golpe contra Dilma", complementou. Questionado pela imprensa sobre o assunto, Anastasia disse que "o senador Aécio decidirá a seu tempo e sua hora se é candidato ou não.Temos de aguardar e respeitar a sua decisão". "O importante agora é fazer o lançamento da pré-candidatura e continuar conversando com os partidos", disse o pré-candidato ao Executivo mineiro. Segundo Marcos de Moura e Souza, do Valor, Anastasia adotou o discurso de que será necessário o auxílio de Brasília para tirar o "estado da quebradeira financeira". Foi sucedido por Anastasia no comando do Estado e, no mesmo ano, conseguiu ser reeleito senador. Segundo o parlamentar, o PSDB já tem o apoio do PSD e PSC.

Artigos relacionados