PF pede prorrogação de inquérito contra Michel Temer

PF pede prorrogação de inquérito contra Michel Temer

O pedido foi enviado nesta 3ª (15.mai.2018) ao relator do caso no STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Edson Fachin. Antes, o ministro solicitará manifestação da PGR (Procuradoria Geral da República). A delação menciona um suposto repasse de R$ 10 milhões para candidatos do grupo de apoio ao então candidato a vice-presidente, em 2014, acertado em jantar no Palácio do Jaburu.

Além desse caso, Temer também é investigado no inquérito dos Portos, que apura se ele recebeu propina para beneficiar empresas do setor portuário. Temer foi incluído no inquérito há dois meses. Segundo delação premiada de executivos da Odebrecht, a empresa teria feito o pagamento de mais de R$ 7 milhões aos políticos para que Medidas Provisórias favoráveis à empreiteira fossem aprovadas. O presidente nega que tenha cometido qualquer irregularidade.

A contrapartida seria o favorecimento de interesses da empreiteira na Secretaria de Aviação Civil (ministério já extinto), órgão comandado por Padilha e Moreira Franco de 2013 a 2015.

Artigos relacionados