Nestlé vai passar a vender produtos Starbucks

Nestlé vai passar a vender produtos Starbucks

A multinacional Nestlé vai pagar 7.100 milhões de dólares (cerca de 6 mil milhões de euros) para vender os cafés e chás da empresa de Seattle em supermercados, anunciou a Starbucks num comunicado.

"Esta aliança fará chegar aos lares de milhões de pessoas em todo o mundo a experiência Starbucks combinada com a reputação da Nestlé, disse Kevin Johnson, presidente e diretor executivo da Starbucks, citado pelo jornal espanhol 'El País'".

Agora, a Nestlé poderá vender café Starbucks em cápsulas individuais - como faz agora com Nespresso e Nescafé - e ampliar as vendas de café solúvel da Starbucks, um mercado importante na Ásia. Eles já tinham acordos com a Kraft e Acosta Inc.

O negócio aguarda agora a autorização das autoridades da concorrência e só deverá ficar fechado no final do ano.

A operação vai encaminhar 500 funcionários da Starbucks para a Nestlé de forma a impulsionar o desempenho dos negócios existentes e a expansão global. Segundo a Euromonitor, a marca suíça tem hoje menos de 5% do mercado, enquanto a Starbucks, líder de mercado detém 14%.

A Starbucks, por sua vez, disse que usará o dinheiro para acelerar as recompras de ações. A Nestlé já é dona das marcas Nespresso e Nescafé. Já a cadeia da sereia verde abre as portas aos produtos da marca fundada pelo alemão Henri Nestlé, há século e meio. "A Starbucks é a líder de mercado de massa", disse Erik Gordon, da Ross School of Business da Universidade de Michigan. "Não queremos que o consumidor tenha a percepção de que a Starbucks é parte de uma grande família", disse uma fonte. A Starbucks espera devolver perto de 20 mil milhões de dólares (aproximadamente 17 mil milhões de euros) aos seus acionistas em recompra de ações e dividendos até 2020.

Artigos relacionados