Lucro da Sanepar sobe 18,6% no primeiro trimestre

Lucro da Sanepar sobe 18,6% no primeiro trimestre

O lucro por ação ajustado no trimestre foi de R$ 0,16 (+13,6%).

O lucro foi impactado pelo resultado financeiro negativo de 343 milhões de reais no período, ante resultado financeiro positivo de 54 milhões de reais no mesmo período de 2017.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) no critério normalizado - pela venda de torres e custos temporários de RH e despesas gerais e administrativas - teve alta de 16,4%, chegando a R$ 1,47 bilhão, enquanto a margem Ebitda normalizada ficou em 35,5%, maior que a de 32% no mesmo intervalo do ano passado.

A siderúrgica manteve estimativa de investimentos de 1,2 bilhão de reais em 2018, com foco em melhoria de produtividade e manutenção, após 873 milhões de reais em 2017. Já a produção de aço bruto pela siderúrgica gaúcha avançou 3,7%, para 4,165 milhões de toneladas.

Em questão de receita líquida, a operadora teve um aumento de 4,8%, com R$ 4,1 bilhões no período. "Já havíamos antecipado que o trimestre seria desafiador em termos de volume dada a base de comparação difícil com o mesmo período de 2017, quando crescemos acima da indústria".

Os resultados mostraram que clientes do pré-pago continuam migrando para o pós-pago, principalmente para planos controle, e portando o número para a TIM. Em um ano, o crescimento no pós foi de 20,5% e, em comparação aos últimos três meses, 3,8%.

Na soma dos resultados de toda a América Latina, a empresa teve lucro líquido de R$ 2,598 bilhões no 1º trimestre deste ano, uma alta de 13,4% em relação ao mesmo período do ano passado. No primeiro trimestre, a empresa anunciou vendas de ativos no Brasil e Estados Unidos que somaram 3,165 bilhões de reais, cerca de metade dos 6,3 bilhões em desinvestimentos promovidos pela Gerdau desde 2014.

Artigos relacionados