Gasolina chega a 5 reais no Rio — Preço do golpe

Gasolina chega a 5 reais no Rio — Preço do golpe

O valor médio da gasolina vendido nos postos brasileiros subiu em 19 Estados na semana passada, segundo dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), compilados pelo AE-Taxas. O combustível podia ser encontrado a R$ 3,98 em Taguatinga e Ceilândia até domingo (13), mas no dia seguinte ultrapassou os R$ 4,60 em muitos postos.

Na média nacional, houve alta nos preços médios entre as semanas, de 0,76%, de R$ 4,225 para R$ 4,257. Vitória, Serra e Cariacica possuem preço médio praticados pelos postos de R$ 4,12, seguida por Vila Velha, com R$ 4,14 o preço médio da gasolina.

A gasolina mais cara encontrada no Mato Grosso do Sul está no município de Três Lagoas a um preço que varia de R$ 4,19 em alguns estabelecimentos a R$ 4,69 no local com preço mais alto.

Com isso, o combustível acumula alta de 3,85% desde o início do ano, e avança 21,28% desde que a Petrobras iniciou sua nova política de preços, em julho do ano passado.

Entre uma semana e outra, o preço médio do litro do álcool caiu de 2,853 reais para 2,802 reais. Já o litro do diesel passou de R$ 3,495 para R$ 3,551 na semana encerrada no dia 12 de maio, um aumento de 1,6% na semana. Sem o desconto de pagamento à vista, um estabelecimento no acesso ao Lago Sul pela L4 vendia o litro a R$ 4,71 (foto em destaque). No ano, a queda acumulada chega a 3,78%. Isso visa seguir as oscilações do mercado internacional, entre outros fatores, além de manter sua competitividade e uma melhor posição no mercado de combustíveis, evitando que as suas cotações fiquem abaixo da paridade externa.

Artigos relacionados