Ferramenta de combate à 'fake news' chega ao Facebook

Ferramenta de combate à 'fake news' chega ao Facebook

Em parceria com as agências de verificação de fatos (ou fact checking, como é conhecida em inglês essa expressão) Aos Fatos e Agência Lupa, o projeto visa avaliar fatos denunciados como falsos por usuários do Facebook.

Pessoas e páginas serão alertadas quando tentarem compartilhar um conteúdo comprovadamente falso.

Segundo o Facebook, a adoção de um sistema similar nos Estados Unidos no final de março deste ano já ajudou a cortar em 80% a distribuição orgânica de fake news - o que pode ser um bom sinal para o Brasil, especialmente em ano eleitoral. O momento é crucial, na aproximação das eleições presidenciais, que acontecem em outubro, e faz parte das iniciativa da rede social para garantir que a manipulação ocorrida durante o pleito americano de 2016 não aconteça de novo em casa e também outros países. O programa é uma parceria da rede social com as agências de checagem Aos Fatos e Lupa.

O lançamento internacional da ferramenta de checagem chega após grandes turbulências. Daí veio a mudança, reduzindo a agressividade das notificações em prol de links relacionados verificados ou dados que tragam contexto e informação verídica. Para isso, as reportagens que forem denunciadas como falsas pelos usuários do Facebook vão chegar até as duas empresas para que sua veracidade seja analisada.

Conteúdo que seja reconhecido como falso, terá o alcance reduzido.

Segundo o Facebook, nos Estados Unidos, a ferramenta de checagem reduziu em até 80% a propagação das 'fake news'. Administradores de páginas que compartilharem fake news também serão notificados sobre isso para que possam tomar providências, podendo, também, perder completamente a possibilidade de adquirir anúncios na plataforma.

Artigos relacionados