Facebook suspende 200 aplicativos investigados por uso de dados de usuários

Facebook suspende 200 aplicativos investigados por uso de dados de usuários

Estima-se que a Cambridge Analytica tenha acedido a dados pessoais de 87 milhões de utilizadores da rede Facebook sem consentimento.

Ime Archibong, vice-presidente dos produtos associados ao Facebook, esclareceu em comunicado que "a investigação continua".

O Facebook precisou suspender cerca de 200 aplicativos de terceiros em investigação, após polêmica envolvendo o caso Cambridge Analytica.

O trabalho está só no começo e cada app, dos milhares já observados, passa por duas fases de avaliação. E, agora, como prometido, a companhia vem dar alguma satisfação sobre o início dessa varredura, com um anúncio que preocupa: nada menos do que 200 apps foram suspensos, devido a algum tipo de violação de conduta no uso de informações dos usuários.

O presidente-executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, anunciou a investigação em 21 de março, quando afirmou que a rede social vai analisar todos os aplicativos que tiveram acesso a grandes quantidades de dados antes da empresa ter reduzido o acesso em 2014.

Archibong acrescentou que, quando encontrarem "evidências de que esses ou outros aplicativos utilizaram dados incorretamente, nós os proibiremos e os notificaremos através deste site".

Artigos relacionados