Dono da Dolly é preso por fraude fiscal

Dono da Dolly é preso por fraude fiscal

O dono da empresa de refrigerantes Dolly, Laerte Codonho, foi preso temporariamente na manhã desta quinta-feira, 10, em sua residência na Granja Viana, em Cotia, na Grande São Paulo. A estimativa é de que o dinheiro desviado na fraude chegue a R$ 4 bilhões.

Informações da polícia dão conta de que Codonho teria demitido funcionários e os recontratado em outra empresa para fraudar o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), entre outras atividades ilegais.

O portal informa que o empresário teve prisão temporária decretada e deve ser levado ao 77º Distrito Policial. Um carro de luxo também foi recolhido, em Cotia.

Além de Codonho, o ex-contador dele e o ex-gerente financeiro da empresa também foram detidos. A operação parte do Gedec (grupo criado pelo Ministério Público de São Paulo para combate a cartel e lavagem de dinheiro), a Procuradoria-Geral do Estado e a Polícia Militar.

Artigos relacionados