Aeroporto Santos Dumont, no Rio, terá autodespacho de bagagens

Aeroporto Santos Dumont, no Rio, terá autodespacho de bagagens

O primeiro a receber o novo serviço, no segundo semestre de 2018, vai ser o aeroporto de Recife, em Pernambuco.

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) informou nesta segunda-feira (14) que implantará até o próximo ano o autodespacho de bagagens (Self Bag Drop) em sete aeroportos sob sua administração. Os outros seis aeroportos - Congonhas (SP), Santos Dumont (RJ), Curitiba (PR), Belém (PA), Goiânia (GO) e Maceió (AL) - receberão os sistemas até o final deste ano e no começo do primeiro trimestre de 2019.

O autodespacho de bagagem é uma solução já adotada em diversos aeroportos do mundo.

A expectativa é que o novo sistema garanta uma operação totalmente independente, com check-in nos totens de autoatendimento e despacho de malas de forma automatizada.

Segundo a concessionária, a solução estará em pontos estrategicamente espalhados pelos terminais e possibilitará a realização do check-in de maneira rápida e fácil, além de melhorar a capacidade de atendimento do aeroporto e das empresas aéreas. Entre os benefícios estão a redução de custos das companhias aéreas e a diminuição do tempo de espera, além da otimização de espaço e estrutura.

A Infraero disse ainda que o autodespacho de bagagens observará as políticas de cada companhia aérea. "Com ele, a Infraero passa a oferecer a mesma experiência aos viajantes, além de ser uma das práticas que desenvolvemos a partir da troca de experiência com concessionárias das quais a estatal é sócia", avalia o diretor de Negócios Comerciais da Infraero, Marx Martins Rodrigues. Um totem de autoatendimento reunirá as plataformas de todas as companhias aéreas. Esses dados integrarão as informações entre as áreas operacional, financeira e comercial. Os dois serviços fazem parte de um contrato de concessão comercial de 15 anos, firmado entre a Infraero e a Sita, uma multinacional de tecnologias de informação.

Artigos relacionados