Sindicato pede transferência de Lula da Silva para unidade das Forças Armadas

Sindicato pede transferência de Lula da Silva para unidade das Forças Armadas

Conta o Globo que alguns dos governadores estavam já nas instalações, convencidos de que iriam conseguir visitar o antigo Presidente brasileiro. Mas, por nosso intermédio, milhões de brasileiros e brasileiras estão solidários e sendo sua voz por um Brasil justo, democrático, soberano e livre.

O pedido para que as visitas de familiares ocorressem nas quintas partiu da defesa do ex-presidente.

Questionado se o pedido não infringiria as regras da carceragem, ele (Dino) disse que "não há nenhuma justificativa razoável e nós estamos particularmente incomodados com isso ser tratado como regalia".

Constrangido, o delegado chegou a dizer que, por ele, Lula poderia se reunir ali mesmo com os governantes.

Lula não comentou com o advogado sobre manifestações externas, vindas do acampamento de apoiadores que fica a cerca de 150 metros da sede da PF. Todos os dias, às 09h30, o grupo grita "Bom dia, companheiro Lula". "Existe um processo muito grave para demosralização da política, colocando a política como algo menor", enfatizou Ricardo Coutinho (PSB), governardo da Paraíba.

Zanin afirmou que Lula está tranquilo e sereno, embora indignado "com o fato de ter sido preso sem ter cometido crime". "Não se trata de pedir tratamento diferenciado ao Lula e, sim, de querer tratamento digno".

Ele evitou apontar substitutos para Lula nas eleições, mas afirmou que "se vier a interdição [de Lula], acho que a gente já terá acumulado o suficiente para escolher alguém dentro ou fora do partido", afirmou.

Em despacho proferido no fim da tarde dessa segunda-feira (19), Moro ressaltou que Lula está detido em uma sala reservada na sede da PF em Curitiba (chamada de 'Sala de Estado-Maior') e com direito até mesmo a uma televisão, mas alegou que "não se justifica novos privilégios em relação aos demais condenados" no caso tríplex da Operação Lava Jato.

Artigos relacionados