"É fácil bater no governo, quero ver é fazer" — Temer

Outro ponto que deverá ser ressaltado na fala de Temer é o fato de que é fácil criticar sua gestão, mas o difícil é mostrar resultados concretos como, segundo ele, seu governo vem demonstrando. Isso seria decorrente do planejamento para enfrentar uma terceira denúncia, que o coloca no caminho das investigações do setor de Portos - ele também é investigado em inquérito relativo a Oderbrecht. É fácil bater no Michel Temer!

Temer falou na existência de um "torcedor organizado do fracasso" que quer "perder o jogo" todos os dias, mas acrescentou que o Brasil voltou e que muitos insistem em não admitir o sucesso de seu governo e, portanto, o sucesso do Brasil. Quero ver fazer. Quero ver conquistar! "Eu quero ver fazer, eu quero ver ganhar, eu quero ver construir e perceber o que temos conseguido progressos em tão pouco tempo", comentou o presidente.

Temer voltou a afirmar que, nas viagens internacionais, tem verificado que "o Brasil é sempre muito prestigiado e muito bem visto pelas nações estrangeiras". Agora, a procuradora-geral Raquel Dodge estaria na iminência de decidir por um novo pedido, segundo fontes da própria PGR. Versos da obra Romanceiro da Inconfidência, de Cecília Meireles, também foram usados pelo emedebista para falar sobre liberdade. Para o presidente, "desrespeitá-la é criar insegurança e instabilidade entre pessoas e instituições": "Somos livres e vivemos em um Estado democrático de direito, onde deve haver o respeito mútuo, o respeito às leis e, principalmente, o respeito à Constituição Federal", ressalta Temer, sem citar quais atos estariam sendo efetivados em sentido contrário.

Na proposta de Elsinho, o presidente também cita Tiradentes, por ocasião do feriado do dia 21 de abril, dizendo que ele foi "acusado e condenado" por lutar e defender um Brasil livre. "Ao final, a história lhe deu a vitória maior", disse.

Possível candidato à reeleição, Michel Temer fechou seu pronunciamento falando sobre o pleito de outubro, quando, segundo ele, será necessário "acabar de vez com uma disputa irracional que busca jogar uns contra outros". "E elas deverão transcorrer na maior tranquilidade e é isso que quero garantir-lhes a partir das minhas competências como Presidente da República".

De acordo com a assessoria de comunicação do Palácio do Planalto, o pronunciamento foi gravado na quarta-feira (19), no Palácio do Alvorada.

Artigos relacionados