Corpos de vítimas de queda de helicóptero são velados em São Luís

Corpos de vítimas de queda de helicóptero são velados em São Luís

A aeronave teria saído de Lima Campos, a 258 Km de São Luís, com destino a Paço do Lumiar.

Os médicos piauienses José Cleber Luz Araújo e Jonas Eloi da Luz morreram na tarde deste domingo (01/04), durante uma queda de helicóptero no município de Rosário, que fica a 75 km da capital São Luís, no Maranhão. Os piauienses eram naturais de Picos e São Raimundo Nonato.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA), o helicóptero era do modelo Robson 44, prefixo PP- WRV.

O helicóptero que caiu neste domingo, 1º, na Região do Munim, matando quatro pessoas, já havia sofrido uma pane, em 2011, e o piloto da aeronave, Alfredo Barbosa Neto (um dos mortos identificados na queda de hoje), teve, na ocasião, de fazer um pouso de emergência na cidade de Luís Correia (litoral do Piauí). Os dois também morreram no acidente. A queda aconteceu a 75km de São Luís.

As investigações acerca do acidente ficarão sob a responsabilidade do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), da Aeronáutica. Por causa do mau tempo, a aeronave voava baixo e bateu em uma árvore.

Nas redes sociais, amigos deixam mensagens de condolências às vítimas do acidente.

Alfredo Neto era piloto de Viegas, mas estava fazendo o voo para os médicos que faleceram.

A Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA) informa que na tarde deste domingo (1), o helicóptero - modelo Robson 44, prefixo PP- WRV- caiu em uma fazenda localizada entre os povoados Miritil e Lentel, próximo ao município de Rosário.

As investigações do acidente serão comandadas pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), da Aeronáutica.

Foram confirmadas as mortes do cirurgião vascular Rodrigo Capobiango Braga (sócio da Ótica Veja), do anestesiologista Jonas Eloi da Luz, do policial civil Alfredo Barbosa Neto e de José Cleber.

Artigos relacionados