Em São Paulo, presidente do Santos recebe diretores do Nacional-URU

Em São Paulo, presidente do Santos recebe diretores do Nacional-URU

Os gols do Santos foram marcados por Eduardo Sasha, contando com um frango do goleiro e depois de belo passe de Alisson, e Rodrygo, após jogada individual em contra-ataque no início do segundo tempo.

A vitória também colocou o time alvinegro na segunda colocação do Grupo 6 com três pontos -mesma pontuação do clube peruano, que leva desvantagem no saldo de gols 0 contra -1) e ocupa a terceira posição. Seu próximo confronto pela competição continental será justamente contra o Estudiantes (ARG), líder do grupo, em La Plata, no dia 5 de abril.

O próximo jogo do Santos será no domingo, às 19h (de Brasília), contra o Botafogo, em Ribeirão Preto, pelo jogo de ida das quartas de final do Campeonato Paulista. A volta acontecerá na Vila Belmiro, na quarta-feira (21), também às 19h30.

O futebol brasileiro está com 100% de aproveitamento na segunda rodada da Libertadores.

Santos x Nacional terá transmissão ao vivo do canal esportivo Fox Sports. Com as dificuldades para passar pelas retaguardas, os ânimos esquentaram, tanto que aos 20 minutos seis atletas já estavam amarelados: Oliva, Santiago Romero e Corujo, do Nacional, e Gabriel, Rodrygo e Léo Cittadini pelo Peixe.

SANTOS: Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Alison, Léo Cittadini (Guilherme Nunes, aos 40'/2ºT) e Vecchio (Dodô, no intervalo); Rodrygo (Arthur Gomes, 21'/2ºT), Eduardo Sasha e Gabriel. Dois minutos depois, Alison enfiou para Sasha, que tocou na saída do goleiro e fechou o placar. Ele completou de cabeça um cruzamento de Jean Motta e contou com a falha de Conde. O jogador ficou em campo apenas 43 minutos, tempo suficiente para receber um cartão amarelo, ser expulso e deixar o gramado sob os gritos de burro da torcida. Logo aos dois minutos, Rodrygo recebeu de Dodô, que acabara de entrar, pelo lado direito de campo, passou por dois marcadores e chutou forte para fazer o segundo. No entanto, não deu nem para o Nacional esboçar uma reação. O jovem Alvinegro carregou até ser derrubado na área. Na cobrança, Conte acertou o canto e impediu o terceiro gol.

Em entrevista coletiva, Jean Mota divulgou algumas informações e valorizou a “lição de casa”, com conversas e vídeos, feita pelo Peixe antes das partidas.

O Nacional sentiu confiança após a penalidade desperdiçada e começou a incomodar mais o Peixe no seu campo de defesa. No lance seguinte, os uruguaios chegaram ao gol, mas não valeu: Zunino concluiu para as redes, mas a arbitragem viu a irregularidade no seu posicionamento.

O Nacional chegou a diminuir com Oliva, aos 35 minutos. 3-1, min. 83, Eduardo Sasha.

Gols: Eduardo Sasha (19′ 1ºT e 37′ do 2ºT), Rodrygo (2′ 2ºT); Oliva (35′ 2ºT).

Artigos relacionados