Avião cai no aeroporto do Nepal e deixa mortos

Avião cai no aeroporto do Nepal e deixa mortos

A aeronave da companhia aérea bengalesa US-Bangla transportava 67 passageiros e quatro tripulantes, segundo a Reuters. Segundo o porta-voz do Exército, pelo menos 50 pessoas morreram. Responsáveis do Kathmandu Medical College, hospital mais próximo do aeroporto, disseram que estão atendendo 16 sobreviventes. Nenhum brasileiro estava entre os passageiros. Não foi confirmada a nacionalidade da tripulação. Um funcionário do aeroporto, que não quis se identificar, disse que o avião aparentemente pegou fogo pouco antes de pousar e derrapou em um campo ao lado da pista de decolagem.

Ao oferecer suas condolências, o primeiro-ministro nepalês K P Sharma Oli prometeu uma investigação imediata sobre o acidente.

Após as duas voltas, o piloto voltou a ser interrogado pela torre de comando, mas negou qualquer tipo de problema. A Flightradar24.com informou que a aeronave tinha 17 anos de uso. A aeronave subiu para 2 mil metros cerca de dois minutos antes de cair.

A fabricante lamentou o ocorrido e afirmou que divulgará mais informações posteriormente. "Detalhes são aguardados", o porta-voz do aeroporto informou ainda que o local havia sido fechado e todos os outros voos, redirecionados.

Os acidentes aéreos no Nepal, região montanhosa que tem dos picos mais altos do mundo, são relativamente frequentes. No passado, o país registrou uma série de incidentes.

Em março de 2014, pássaros se chocaram com o parabrisas de um jato MASM.KL, da Malaysia Airlines, quando ele aterrissava em Katmandu.

O voo, procedente da capital do Bangladesh, Daca, era operado pela transportadora aérea US-Bangla - o director da companhia, Imran Asif, culpou o controlo de tráfego aéreo do aeroporto de dar indicações erradas, mas estes defendem-se dizendo que o piloto ignorou as suas indicações e entrou na direcção errada.

Artigos relacionados