Assembleia Nacional reelege Xi Jinping como presidente da China

Assembleia Nacional reelege Xi Jinping como presidente da China

A Assembleia Nacional Popular (ANP, Legislativo) votou neste sábado (17), por unanimidade, em favor do presidente da China, Xi Jinping, para que ele continue no cargo durante um segundo mandato (2018-2023), na sessão plenária realizada no Grande Salão do Povo, em Pequim. Wang Qishan, aliado de Xi, foi escolhido vice. Recentemente, o parlamento chinês decidiu acabar com os limites de mandato para o presidente, permitindo, na prática, que Xi permaneça no poder indefinidamente.

As indicações da nova cúpula da ditadura chinesa acontecem quase uma semana após o órgão aprovar uma mudança constitucional pondo fim ao limite de dois mandatos presidenciais, o que abriu a possibilidade para o atual líder se manter no cargo para além de 2022.

O aliado de 69 anos do presidente Xi Jinping, apelidado de "czar anticorrupção" da China, liderou a poderosa Comissão Central de Inspeção Disciplinar por 5 anos até outubro passado.

Apesar do nome, a posição de presidente tem caráter principalmente simbólico e quem comanda de fato o país é o secretário-geral do Partido Comunista.

Leia também: Até onde vai o poder de censura da China? Wang Quishan, será o seu vice-presidente.

O novo vice é considerado um dos principais aliados do atual presidente, que teve a luta contra a corrupção como uma de suas principais bandeiras.

Artigos relacionados