Trump chama Haiti e África de "países de m..." em reunião

Trump chama Haiti e África de

Até o momento, a Casa Branca não desmentiu nem confirmou as palavras ofensivas atribuídas a Trump, mas ressaltou seu esforço em encontrar uma solução para esses migrantes sem papéis.

Os senadores Lindsey Graham, Dick Durbin e Tom Cotton e o deputado republicano Bob Goodlatte (R-VA) foram algumas das pessoas que participaram da reunião e, segundo notícias, ficaram surpresas com a observação de Trump. "Ele pronunciou essas palavras cheias de ódio e as pronunciou várias vezes", twitou o senador.

"Por que estamos com todas essas pessoas dessas pocilgas ("shithole countries") vindo aqui?", indagou o presidente, segundo os relatos.

Diversas fontes apontam que Trump se referia a nações africanas, ao Haiti e a El Salvador. De acordo com as pessoas na reunião, o presidente disse que os EUA devem aceitar mais imigrantes de lugares como a Noruega.

Em poucas horas, o escândalo se tornou internacional, com uma forte onda de indignação com as declarações do presidente americano. Em outra postagem, ele afirmou que "nunca disse nada ofensivo sobre o Haiti, a não ser que o Haiti é obviamente um país muito pobre e problemático" e que tem um ótimo relacionamento com os haitianos.

Para Colville, a visão manifesta em suas declarações mostram "o pior lado da humanidade, validando e estimulando o racismo e a xenofobia".

"Estou envergonhado por ele ser Presidente dos Estados Unidos", realçou. "Dada a realidade histórica de quantos africanos chegaram aos EUA como escravos, essa fala é uma afronta a todo o comportamento e prática aceitos", disse Ebba Kalondo, porta-voz da organização.

O Escritório do Alto Comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos (EACDH) qualificou nesta sexta-feira (12) de "racistas" os comentários do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre El Salvador, Haiti e vários países africanos, que, segundo ele, são "países de merda".

Nos EUA, as reações também não demoraram a aparecer.

"Agora podemos dizer com 100% de certeza que o presidente é um racista, que não compartilha os valores de nossa Constituição", disse, por sua vez, o congressista democrata Luis Gutiérrez.

A onda de indignação também imperava entre os republicanos.

RepressãoUma porta-voz presidencial defendeu a posição de Trump sobre a imigração, sem mencionar diretamente as declarações do presidente.

Artigos relacionados