Tortura. 13 irmãos acorrentados e esfomeados. Pais detidos

Tortura. 13 irmãos acorrentados e esfomeados. Pais detidos

Segundo o L.A. Times, o cenário dantesco (as crianças estavam rodeadas de lixo e dejetos) foi descoberto este domingo, depois de uma das vítimas - uma rapariga de 17 anos - ter conseguido fugir do número 100 de Muir Woods Road e ter ligado para o 911 (o equivalente norte-americano do 112).

Um casal foi preso, nesta segunda-feira, em Perris, na Califórnia, suspeito de manter os 13 filhos acorrentados, famintos e imersos na sujeira na própria casa. Só mais tarde é que se descobriu que dois destes jovens que eram mantidos em cativeiro tinha 18 e 29 anos.

Os policiais se dirigiram então para a residência de David Turpin e sua esposa, Louise, de 57 e 49 anos, onde encontraram várias pessoas acorrentadas a suas camas em meio a um cheiro terrível. Seis das vítimas, incluindo a adolescente que alertou as autoridades, são menores.

A princípio, a polícia pensou que se tratava de 12 menores, "desnutridos e muito sujos", mas depois percebeu que havia sete adultos, com entre 18 e 29 anos.

As autoridades fixaram uma fiança de 9 milhões de dólares (7 milhões de euros) para os pais, denunciados por tortura, cativeiro privado e por colocarem os filhos em risco.

Interrogados pela polícia, os pais não puderam "dar qualquer explicação razoável sobre por que motivo mantinham os filhos acorrentados". Os serviços de proteção de menores norte-americanos já abriram um inquérito ao caso e o casal já foi formalmente acusado de tortura. "Sentíamos que havia algo estranho mas não queríamos pensar mal daquela gente".

David Turpin aparece registrado no Diretório Escolar da Califórnia como diretor do colégio particular Sandcastle Day School, inaugurado em março de 2011, cujo endereço é o mesmo da residência dos Turpin.

Uma página do Facebook com o nome de David-Louise Turpin traz uma foto dos dois no que parece ser uma cerimônia de casamento. As meninas, de cabelo comprido e castanho, estão com o mesmo modelo de vestido lilás, com estampado escocês, exceto uma bebé, vestida de fúcsia. David Turpin aparecia referenciado como sendo o reitor.

Uma outra fotografia, de abril de 2016, revela David e Louise Turpin rodeados de 13 jovens, todos sorridentes, com calças de ganga e camisas vermelhas.

Artigos relacionados