Suíça espera protestos violentos contra visita de Trump a Davos

Suíça espera protestos violentos contra visita de Trump a Davos

Genebra, 11 Jan 2018 (AFP) - As autoridades suíças indicaram nesta quinta-feira esperar manifestações potencialmente violentas neste fim de semana em Berne, após o anúncio da ida de Donald Trump ao Fórum Econômico Mundial (WEF, na sigla em inglês).

"Teme-se que haja grande violência", acrescentaram.

Em declarações aos jornalistas, Sarah Sanders, a secretária de imprensa da Casa Branca, disse que "o presidente acolhe oportunidades para avançar a sua agenda America First com os líderes mundiais", acrescentando que "o presidente tem como objetivo promover as suas políticas para fortalecer os negócios americanos, as indústrias americanas e os trabalhadores americanos".

Uma petição na internet lançada na quarta-feira pela organização suíça Campax.org contra a participação do presidente reunia nesta quinta-feira mais de 8.000 assinaturas sob o lema Trump, você não é bem-vindo, afaste-se de Davos. Steve Bannon, antigo conselheiro estratégico de Trump, chegou mesmo a dizer que as pessoas estavam "cansadas de ser ordenadas por aquilo a que chamamos o partido de Davos".

Como acontece todo ano durante o Fórum de Davos, o exército ajudará a polícia regional a garantir a segurança com aproximadamente 5.000 militares, inclusive fechando o espaço aéreo da área.

Artigos relacionados