Sensação da Rio 2016, Simone Biles afirma ter sido abusada sexualmente

Sensação da Rio 2016, Simone Biles afirma ter sido abusada sexualmente

Larry Nassar foi condenado recentemente a 60 anos de prisão por crimes federais ligados a pornografia infantil.

A ginasta Simone Biles, que conquistou quatro medalhas de ouro e uma de bronze nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, denunciou nesta segunda-feira que sofreu abusos sexuais por parte de Larry Nassar, ex-médico da delegação dos Estados Unidos e que foi sentenciado a 60 anos de prisão por ter imagens de pornografia infantil em seu computador.

Simone Biles, de 20 anos, conta que nos últimos tempos se tem sentido amargurada e que tinha que contar ao mundo que foi alvo de abusos. "Mas ultimamente... senti-me um pouco desfeita e por mais que tente calar a minha voz, na minha cabeça mais alto grita", começa por escrever a atleta. A culpa foi minha? "Eu também sou uma das várias sobreviventes que foram abusadas sexualmente por Larry Nassar".

Depois de ouvir as valentes histórias de meus amigos e outros sobreviventes, eu sei que essa experiência horrível não me define.

"Durante muito tempo perguntei a mim mesma: 'Fui muito ingênua?' 'Foi minha culpa?' Agora sei a resposta para essas perguntas. Não". Este comportamento é totalmente inaceitável, abominável e abusivo, especialmente vindo de alguém que diziam que você devia confiar " A atleta finalizou: "Enquanto eu continuo trabalhando através da dor, eu peço gentilmente que respeitem minha privacidade. "Não permitirei que um homem, e os outros que o capacitaram, roubem meu amor e minha alegria".

"Não é normal receber qualquer tipo de tratamento de um médico e se referir a ele horrivelmente como tratamento 'especial'. Este é um processo, e um que eu preciso de mais tempo para trabalhar".

Artigos relacionados