Sainz aproveita problema mecânico de Peterhansel e assume Rally Dakar

Sainz aproveita problema mecânico de Peterhansel e assume Rally Dakar

O Dakar segue nesta sexta-feira, com uma especial entre La Paz e Uyuni, na Bolívia.

O motard argentino Kevin Benavides (Honda) é o novo líder do 40.º Rali Dakar, depois deesta quinta-feira ter sido segundo na sexta etapa, com o francês Stéphane Peterhansel (Peugeot) a manter o domínio nos carros. Mas neste sábado seu Peugeot sofreu uma falha de amortecedor e outros danos à suspensão. Sem poder contar com a ajuda de mecânicos, já que esta etapa fez parte do formato "maratona", Stephane Peterhansel ficou para trás.

O espanhol, que antes do início da etapa era segundo da geral, a 27.10 minutos do colega de equipa Peterhansel, completou os 413 quilómetros cronometrados da especial em 4:49.26 horas, conquistando a segunda etapa consecutiva.

Carlos Sainz (Peugeot) venceu a sétima etapa do Dakar com 11m21s de avanço para Giniel de Villiers (Toyota), com Nasser Al-Attiyah (Toyota) a terminar na terceira posição a 13m51s. Com este resultado o argentino é agora o líder da classificação geral: Benavides passou para a frente de Adrien van Beveren, que desta vez foi apenas 10.º classificado na etapa, a quase três minutos e meio do vencedor, descendo para 2.º da geral. Adrian van Beveren é o segundo, 1min57s atrás, e é seguido por Matthias Walkner. Jacob Przygonski (Mini), foi quarto e terminou a 20m56s do espanhol. O francês perde a liderança da geral e cai para o terceiro posto. A competição de motos do Rally Dakar é a mais apertada de 2018, com os 12 primeiros separados por uma hora de diferença. Sairá de Uyuni e irá até a cidade de Tupiza, sendo que 498 km serão cronometrados.

Seja sempre o primeiro a saber.

Artigos relacionados