Messi pediu-me para não fazer vídeos, porque ficavam chocados

Messi pediu-me para não fazer vídeos, porque ficavam chocados

A certa altura, recordando também os seis anos passados em Camp Nou, Abidal salientou a disponibilidade que Dani Alves mostrou para lhe dar parte do fígado ("Estava a falar a sério, mas não pude aceitar porque também tinha uma carreira e uma família", explicou) e contou um episódio para falar da tristeza sentida por Messi.

O francês também detalhou o processo enquanto não ficava totalmente curado do câncer. Nesta semana, ele recordou a situação durante uma entrevista ao Canal + e contou qual foi a reação de alguns companheiros de time, como Lionel Messi.

Abidal, que lutou contra um tumor no fígado quando jogava no Barcelona, teve uma despedida emocionante do time.

"Fiz um vídeo para ajudar e animar os jogadores do Barcelona antes dos jogos, mas Messi pediu-me para que não enviasse mais coisas assim porque afetava toda a equipa, fazia-lhes mal. Nos vídeos só dizia 'Ânimo rapazes, estou com vocês' e via-me bem, mas eles diziam-me que me viam como um cadáver", explicou. "Não nos mandes mais coisas destas, faz-nos mal. Eu não me via assim tão mal, via-me bem e disse-lhes para ganharem ânimo mas eles responderam-me que parecia um cadáver", refere o francês durante uma entrevista a Oliver Dacourt no Canal Plus francês.

O francês Eric Abidal voltou a falar sobre o período em que se recuperava de um câncer no fígado, em 2011, quando deixou o Barcelona.

"Quando Thierry veio me ver no hospital, eu chorei como uma criança. Não queria que ele me visse daquele jeito, mas gostei que ele foi até mim me ver". "Eu tenho essa dor gravada para a vida". Quando o médico me disse que eu deveria operar de novo, fiquei feliz. "Era um sofrimento que eu não desejo para ninguém", relembrou.

Por fim, o ex-jogador revelou que Daniel Alves foi um dos que mais se preocupou com ele quando precisou passar por outro procedimento cirúrgico, em 2012.

Artigos relacionados