Investidores da Apple cobram medida contra o vício de jovens em iPhones

Investidores da Apple cobram medida contra o vício de jovens em iPhones

Numa carta aberta, a Jana Partners e o California State Teachers' Retirement System demonstraram uma grande preocupação com os efeitos da tecnologia e das redes sociais no desenvolvimento dos mais novos. Pedem que a Apple crie formas de os pais restringirem o acesso aos seus telemóveis e que a companhia estude os efeitos de uma utilização intensiva na saúde mental dos mais jovens.

Em uma carta entregue à Apple, ambas pedem que a empresa considere a criação de um software que permita aos pais limitarem o uso do celular de seus filhos. "Lidar com este assunto agora irá aumentar no longo-prazo valorizar o valor para todos os acionistas", frisam.

Os investidores também pretendem que a Apple desenvolva mais estudos sobre o impacto do uso exaustivo dos smarphones sobre a saúde mental. E empresas como o Facebook já endereçaram o o tema dos jovens utilizadores com o lançamento o ano passado de uma aplicação de mensagens para crianças, com fortes mecanismos de controlo parental.

Recentemente, a Apple respondeu a preocupações relativamente ao número de acidentes causados por condutores a enviar mensagens enquanto conduziam, com uma atualização que tenta impedir o envio de mensagens enquanto estão na estrada.

Artigos relacionados