Homem conteve espirro e fez rotura na garganta

Homem conteve espirro e fez rotura na garganta

Incidente insólito aconteceu no Reino Unido.

O homem de 34 anos procurou cuidados hospitalares depois de ter sentido o pescoço estalar, após suster um espirro. O caso foi descrito na publicação BMJ Case Reports por otorrinolaringologistas dos Hospitais Universitários de Leicester, que o trataram.

Para a maioria das pessoas que contém espirros, este não é o resultado, mas os médicos alertam que a prática deve ser evitada, pois pode provocar outras consequências como tímpanos rebentados ou músculos distendidos. Ao ser avaliada por médicos, levantou-se a suspeita. O homem mal conseguia engolir e falar por ter sofrido uma perfuração espontânea da faringe.

Quando os médicos examinaram, eles determinaram que os sons cruéis e aparentes dos quais ele reclamava se estendiam de seu pescoço até sua caixa torácica.

O risco de complicações graves deixou o homem internado no hospital, onde foi alimentado através de um tubo e administrado antibióticos intravenosos.

Os espirros podem espalhar doenças, por isso quando tosse ou espirra deve tapar sempre a boca e o nariz com um lenço de papel e depois deitar o papel fora e lavar as mãos para evitar a propagação de germes. Depois desse período, ele se recuperou e recebeu alta, ouvindo dos médicos a indicação de nunca mais bloquear um espirro.

Artigos relacionados