Governo de Goiás diz que cumprirá de imediato decisão de transferir presos

Governo de Goiás diz que cumprirá de imediato decisão de transferir presos

A Justiça Federal divulgou neste sábado (06) a sentença na qual manda limitar o número de presos na Colônia Agroindustrial do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, unidade que recebe detentos do regime semiaberto.

O motim levou a ministra a determinar, na terça-feira (2), que o Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) enviasse ao conselho, em 48 horas, relatório com informações sobre as condições do presídio. Pela liminar, o Estado é obrigado a transferir detentos considerados mais perigosos para presídios federais.

Ronaldo Caiado já acordou? Também foi destacado que deve-se realizar mutirões para apreciação de pedidos relativos à progressão penal.

O juiz responsável pela sentença, Leonardo Aparecido, deu um prazo de 10 dias para que o governo de Goiás limite o número de internos na unidade em no máximo 400 detentos.

Até o momento, a reportagem não conseguiu contato com representante da Diretoria Geral de Administração Penitenciária de Goiás, com integrantes da Procuradoria Geral do Estado (PGE) e com a governadoria.

Artigos relacionados