A chinesa Didi Chuxing assume controle da 99 Taxi

Do outro, o aplicativo de transportes 99.

A 99 começou em 2012 como um aplicativo de táxis, sendo chamada, na época, de 99Táxis.

A empresa chinesa Didi Chixing, uma das principais concorrentes da Uber, comprou o controle do aplicativo brasileiro 99 (antiga 99Táxis).

No começo de 2017, a Didi havia participado de uma rodada de investimento na 99 que contou com a participação da Riverwood e dos outros fundos. Além disso, os chineses teriam feito um novo aporte na 99. Segundo fontes de mercado, a transação gira em torno de R$ 960 milhões, de acordo com o site do jornal O Globo. Ainda não há informações sobre a participação que a Didi terá na empresa brasileira e o papel do executivos na nova fase da empresa, incluindo o cofundador do serviço, Paulo Veras, que hoje é o presidente do conselho da startup. Segundo o Valor, a Didi avaliou a 99 em US$ 1 bilhão e comprou a fatia que pertencia aos fundos Riverwood Capital, Monashees, Qualcomm Ventures, Tiger Global e Softbank. Atualmente há cerca de 300 mil motoristas no país e 14 milhões de usuários cadastrados em mais de 400 cidades brasileiras.

A compra veio após avaliação da Didi de que a 99 vale US$ 1 bilhão, o que tornaria a empresa o primeiro unicórnio do Brasil (expressão utilizada para se referir a uma startup que alcance essa marca).

Artigos relacionados