Quem nunca teve dengue não deve tomar vacina contra a doença

Quem nunca teve dengue não deve tomar vacina contra a doença

A vacina da dengue que já está no mercado, a Dengvaxia, é fabricada pelo laboratório Sanofi-Aventis.

A bula da vacina será atualizada enquanto a Anvisa avalia os dados completos dos estudos, que ainda serão apresentados pelo fabricante.

Daí o impasse: tomo a vacina ou espero resultados?

Embora a suspeita do laboratório ainda não seja conclusiva, a recomendação da Anvisa é de que a vacina não seja tomada por quem nunca teve contato com o vírus, uma vez que existe a possibilidade de que pessoas soronegativas desenvolvam um quadro mais grave de dengue caso sejam infectadas após terem recebido a vacina. Ainda de acordo com a agência, antes do registro, foram realizados testes em mais de 40 mil pessoas em todo o mundo. Os ensaios clínicos seguiram os padrões estabelecidos por guias internacionais como "Guidelines for the clinical evaluation of dengue vaccines in endemic areas" da Organização Mundial da Saúde (OMS).

A Dengvaxia, que foi aprovada em 2015, não é oferecida pelo Ministério da Saúde, mas está disponível em laboratórios particulares e é a única imunização registrada no país. O produto é indicado para imunização contra os 4 subtipos do vírus da dengue. O laboratório afirma que, embora tenha identificado o problema em relação a pessoas que nunca tiveram o vírus, nos demais casos a vacina tem apresentado alto nível de eficácia.

Artigos relacionados