Operador que vazou vídeo de Waack posa em bancada do "JH"

Operador que vazou vídeo de Waack posa em bancada do

Ele foi o responsável por vazar o vídeo de racismo do jornalista William Waack, que acabou afastado da emissora carioca e consequentemente do Jornal da Globo, um dos mais importantes. Não se sabe ao certo quando e como o homem conseguiu entrar, mas a Globo já pediu uma análise completa das imagens das câmeras de segurança para descobrir se alguém facilitou a entrada de Diego nas suas dependências.

De acordo com o portal UOL, um funcionário da Globo na portaria autorizou a entrada de Diego depois que ele disse que precisava ir até o RH resolver problemas pessoais.

Após a publicação da imagem, Rocha Pereira começou a sofrer ofensas nas redes sociais, sendo chamado de oportunista, entre outros adjetivos.

Após 40 anos de carreira, William Waack não quer falar absolutamente com ninguém. Segundo a jornalista Keila Jimenez, ele não atende nem familiares, nem amigos e tão pouco colegas de trabalho.

Waack teria se irritado com a buzina de um carro e afirmado que o barulho era "coisa de preto". O episódio ocorreu durante as eleições americanas, mas só vazou no início de novembro.

O jornalista desde então está recluso em um sítio que lhe foi herdado de sua mãe em Jundiaí, interior de São Paulo. Renata Loprete segue atualmente como substituta, até que outro apresentador seja escolhido para a vaga.

Curta o TV Foco no Facebook!

Artigos relacionados