MPF: acordos de leniência de 18 empresas envolvem R$ 24 bilhões

MPF: acordos de leniência de 18 empresas envolvem R$ 24 bilhões

O levantamento faz parte da campanha Todos juntos pela corrupção, lançada pelo Ministério Público no mês de setembro.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) informou, ontem, que quase 300 acordos de delações premidas já foram firmados na Lava-Jato.

De acordo com o órgão, são cerca de 200 acordos homologados no Supremo Tribunal Federal (STF), número que cresce para 293 quando são consideradas as delações fechadas na primeira instância.

As estatísticas também apontaram que o Ministério Público Federal firmou 18 acordos de leniência com empresas investigadas em casos de corrupção, o que, segundo a PGR, devem garantir R$ 24 bilhões aos cofres públicos. Outros três acordos foram firmados na "Sépsis", desmembramento da Lava-Jato que investiga irregularidades na aplicação de recursos do FI-FGTS. Mais de dez bilhões são alvo de recuperação por acordos de colaboração, sendo R$ 756,9 milhões objeto de repatriação e R$ 3,2 bilhões em bens bloqueados dos réus.

O balanço da PGR também indica a delação premiada como um "fator importante para aprimoramento do trabalho de combate à corrupção".

Artigos relacionados