Maduro cria moeda virtual da Venezuela

Maduro cria moeda virtual da Venezuela

No contexto da crise econômica em curso e da queda da moeda nacional da Venezuela, o presidente Nicholas Maduro anunciou a criação da moeda criptográfica El Petro, respaldada pelas reservas de commodities do país, incluindo o petróleo. Maduro afirmou que a nova moeda virtual será uma forma de contornar as restrições financeiras impostas pelos EUA ao país.

"Anuncio que a Venezuela vai criar um novo sistema monetário que tem como base as suas reservas de petróleo".

Segundo o presidente venezuelano, a proposta para a criação da criptomoeda partiu do ministro da Educação Universitária, Ciência e Tecnologia, Hugbel Roa, que deve assumir a tarefa de disponibilizar a Petro. Isso irá permitir-nos avançar para novas formas de financiamento internacional, para o desenvolvimento económico e social do país.

O anúncio chega em um momento em que a Venezuela enfrenta sérios problemas de financiamento, depois de que um grupo de detentores de bônus e agências de classificação de risco declarou o país em default parcial, junto com sua petroleira PDVSA, devido ao atraso em pagamentos de capital e juros de títulos da dívida.

Caracas acusa Washington de "perseguição financeira", uma vez que o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump impôs, em finais de agosto, sanções económicas à Venezuela.

Além do petróleo, a nova moeda estará vinculada à riqueza de gás e à existência de ouro e diamante, indicou Maduro. Então, o advogado Angel Alvarado disse à Reuters que "só que Maduro organiza clowning". Já Jose Guerra adiantou que "não vejo futuro nisso".

Artigos relacionados