Irmão de Messi detido por posse ilegal de arma

Irmão de Messi detido por posse ilegal de arma

A prisão ocorreu em Rosário, onde o irmão do futebolista estava se recuperando dos ferimentos sofridos no acidente.

Segundo a imprensa local, Matías Messi, conhecido pelas relações com grupos criminosos daquela região, atracou, na quinta-feira, com uma lancha, no clube de pescadores da cidade argentina de Rosário. Matías estava com a cara ensanguentada e cortada. Matías também tinha vários cortes na cara. No entanto, quando as autoridades foram apurar as causas do acidente, encontraram vestígios de sangue e uma arma sem registo, motivando o mandado de detenção. De acordo com o procurador José Luis Caterina, o irmão de Messi será indiciado por posse ilegal de arma, já que o objeto não tem registro e continha inúmeras manchas de sangue.

A polícia encontrou uma arma não registada no barco do Matías mas não é dele.

Além de ter encontrado a arma ilegal, as marcas de sangue no barco não coincidiam com a versão que supostamente Matías Messi deu e foi a partir daí que começaram à procura do irmão do jogador do Barcelona, suspeitando que haveria pelo menos outra pessoa na lancha e que algo mais além de um simples acidente podia ter acontecido.

A família acrescenta que, devido ao embate, Matías ficou ferido na cara e que vai ser operado ao maxilar superior e à mandíbula.

Esta não é a primeira vez que o irmão de Messi é notícia por questões relacionadas com a justiça argentina. "Felizmente, foram descartados danos neurológicos" e a "família nega a existência de uma arma na embarcação, sendo totalmente falsas as informações a esse respeito". O homem de 35 anos continua internado num centro de saúde da cidade a recuperar de uma intervenção cirúrgica devido a uma traumatismo facial grave. Já em agosto, teve um acidente rodoviário em circunstâncias estranhas.

Artigos relacionados