Grêmio embarca para os Emirados Árabes e pede força aos torcedores

Grêmio embarca para os Emirados Árabes e pede força aos torcedores

A partida entre Al-Jazira e Auckland City é válida pela primeira fase do Mundial de Clubes.

No outro lado da chave, o mexicano Pachuca e o marroquino Wydad Casablanca já estão garantidos nas quartas de finais, e irão duelar para saber quem será o adversário do Grêmio nas semifinais.

Um juiz de Vera Cruz, no Vale do Rio Pardo, teve de voltar atrás após determinar o adiamento da realização de uma audiência de instrução, marcada para o próximo dia 12 de dezembro, em função do jogo do Grêmio no Mundial de Clubes, nos Emirados Árabes. A prova nunca fugiu a Europa e América do Sul, mas, em 2016, os nipónicos do Kashima Antlers estiveram muito perto do 'escândalo', ao chegarem à final e caírem apenas face ao Real Madrid no prolongamento (4-2). Através do site oficial, o Tricolor Gaúcho divulgou a logística da viagem para Dubai, no Emirados Árabes, local onde será disputado o torneio.

Além dele, o Al-Jazira conta com o francês Lassana Diarra, ex-Real Madrid.

Principal clube da Nova Zelândia, o Auckland City participou de nove das 14 edições do torneio da Fifa, mas só uma vez chegou à semifinal, em 2014.

COMEÇO DA VIAGEM Agora, então, o elenco do Grêmio inicia a viagem para a disputa do Mundial.

A expectativa do Grêmio por uma conquista de segundo título no Mundial de Clubes ficou ainda mais explícita na manhã desta quarta-feira. O médio Luan, um dos grandes protagonistas da final da Libertadores, é a grande figura do conjunto brasileiro, que terminou o 'Brasileirão' no quarto posto, o mesmo que o Real Madrid ocupa actualmente na Liga espanhola.

Artigos relacionados