Economia cresce 0,1% no terceiro semestre de 2017

Economia cresce 0,1% no terceiro semestre de 2017

O resultado veio dentro do intervalo das estimativas dos analistas de 41 instituições consultados pelo Projeções Broadcast, que esperavam desde uma estabilidade a um avanço de 0,86%, com mediana positiva de 0,20%. A população ocupada passou de 89,8 milhões de pessoas para 91,5 milhões, alta de 1,8%.

Já o setor agropecuário, que teve bom desempenho na primeira metade do ano impulsionado pela safra recorde, teve queda de 3% em relação ao segundo trimestre.

Em valores correntes, o PIB alcançou R$ 1,641 trilhão no terceiro trimestre.

O desemprego chegou a 12,2% no trimestre encerrado em outubro, conforme divulgou nesta quinta-feira o IBGE. A Agropecuária registrou queda de 3,0%, a Indústria teve crescimento de 0,8% e os Serviços aumentaram em 0,6%.

Na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior, a alta é de 9,1%.

O índice aumentou 0,4 ponto percentual em relação ao mesmo período de 2016, quando fechou em 11,8%. Frente ao mesmo período do ano passado, a alta foi de 4,2%.

O IBGE também revisou os dados referentes a 2016, o que alterou os resultados da série. Apesar de a queda estar baseada, principalmente, no aumento de vagas informais, o aumento das contratações está relacionado à melhora do consumo das famílias.

A Construção apresentou redução no volume do valor adicionado: -4,7%. A atividade de Eletricidade e gás, água, esgoto, atividades de gestão de resíduos, por sua vez, registrou variação positiva de 0,2%.

Já o contingente de trabalhadores por conta própria cresceu 1,4% em um trimestre, atingindo em outubro 23 milhões de pessoas. No intervalo de um ano, o investimento teve queda de 0,5%.

A indústria cresceu 0,8% no trimestre.

O IBGE revisou o PIB dos últimos seis trimestres. Esta taxa resultou da variação negativa de 0,1% do Valor Adicionado a preços básicos e do recuo de 0,5% nos Impostos sobre Produtos Líquidos de Subsídios. Na comparação anual, a alta foi de 1%. Conforme quase todas as estimativas, o PIB do período pode registrar o terceiro crescimento consecutivo ante o trimestre anterior e subir pela segunda vez seguida na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior. Já no âmbito do setor externo, as Exportações de Bens e Serviços (1,1%) e as Importações de Bens e Serviços (2,7%) cresceram. Já a taxa de investimento ficou em 16,1% no período, segundo o instituto. Recentemente, houve atualização nos dados de 2015.

Artigos relacionados