Bruno Gagliasso chora ao falar sobre racismo contra a filha

Bruno Gagliasso chora ao falar sobre racismo contra a filha

Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank fizeram queixa da socialite Day McCarthy, depois de um vídeo que esta gravou no qual proferiu vários comentários racistas quanto à sua filha, Titi.

"A gente não tinha ideia". "É agressivo, machuca, e a gente só sente isso quando está dentro da nossa casa. E você só sente quando está dentro de casa", disse Bruno Gagliasso. No mês passado, a pequena Titi foi alvo dos comentários de Day McCarthy.

"A gente até tava um pouco despreparado pra o que vinha. A gente se sente meio que correndo contra o tempo para conseguir as ferramentas para criar a nossa filha negra num país racista".

Bruno, então, lembrou que foi a terceira vez que Titi sofreu ataques racistas pela internet. Na primeira, uma menor de idade disse que os atores não deveriam ter adotado uma criança africana. A socialite já foi ouvida no consulado americano e indiciada por crime de injúria racial. "Hoje ela não sabe, mas quando tiver mais idade vai entrar na internet e vai saber". A atriz compartilhou uma foto romãntica sua com o amado e declarou para ele na legenda.

Giovanna lamentou ter demorado 31 anos para "enxergar" o racismo e suas consequências, assim como o parceiro.

Bruno ainda diz: - Por que eu não ajudei? Por que eu deixei passar algumas coisas? "Isso é muito forte na minha vida hoje", completou Gagliasso.

Para comentar na página você deve estar logado.

Utilize o espaço para fins comerciais ou publicitários, compreendidos, inclusive: spam, correspondência corporativa e comunicações com finalidade comercial (prospecção de negócios, venda de serviços e mercadorias, ainda que relacionados à pessoa física, etc.) ou uso relacionado com negócios, ou que anuncie ou ofereça a venda de produtos ou serviços (com ou sem fins lucrativos) ou que solicitem outros usuários ou terceiros (incluindo pedidos para contribuições ou donativos).

Artigos relacionados