Terremoto no Irã e Iraque: mais de 100 mortos confirmados

Terremoto no Irã e Iraque: mais de 100 mortos confirmados

Um grande terremoto atingiu neste domingo (12) a fronteira entre o Iraque e o Irã, com o abalo podendo ser sentido em vários países do Oriente Médio.

Além disso, "uma criança e um idoso morreram e 105 pessoas ficaram feridas" na região de Kalar, segundo o diretor do hospital desta localidade, situada mais ao sul.

Ao menos 60 pessoas morreram devido a um forte terremoto registrado na noite de domingo na fronteira entre o Iraque e o Irã, segundo autoridades iranianas.

O ministro de Recursos Hídricos do Iraque, Saad al Janabi, informou que aconteceram deslizamentos de terra em uma montanha perto da represa de Darbandikhan como resultado do terremoto, mas que, devido à escuridão, ainda não se sabiam exatamente a magnitude dos danos. A eletricidade foi cortada na região e equipes de resgate foram enviadas.

Segundo a televisão nacional, o terremoto deixou ao menos 200 feridos, e Nikkerdar alertou que o balanço poderia aumentar.

O governador do distrito de Ghasr-e Shirin's, Faramarz Akbari, diz que há 61 mortos e cera de 300 de feridos, segundo a agência de notícias estatal IRNA.

O tremor também foi sentido na capital, Teerã. A imprensa, no entanto, fala em seis mortos na cidade.

Segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), o terremoto aconteceu às 21h18 (horário local, 16h18 em Brasília) perto da cidade iraquiana de Halabya, na região do Curdistão, onde pelo menos quatro pessoas morreram e 500 ficaram feridas.

"Até agora não houve relato de vítimas", acrescentou a autoridade.

Artigos relacionados