Secretário do Espírito Santo será diretor na PF e combaterá crime organizado

Secretário do Espírito Santo será diretor na PF e combaterá crime organizado

Nomeado pelo presidente Michel Temer na semana passada, Segóvia deve assumir oficialmente nos próximos dias, mas, desde a semana passada, ele vem participando de reuniões para compor sua futura equipe.

O novo diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, pretende mudar a chefia do setor de Investigação e Combate ao Crime Organizado da instituição.

"Amo o trabalho que está sendo desenvolvido na Secretaria de Controle e Transparência, já que acredito que a prevenção é a solução para muitos problemas, inclusive para evitar a corrupção, mas acho que chegou o momento de trabalhar em outra área".

Ricas já teve passagem por Mato Grosso, onde foi delegado da PF, no período de 2002 a 2003, com forte atuação no Grupo de Combate ao Crime Organizado. Segóvia e Ricas já tauram juntos entre 2009 e 2011, quando o novo diretor-geral respondia pela superintendência da PF no Maranhão. Mineiro, formado em Direito e pós-graduado em Ciências Criminais e em Inteligência de Segurança Pública, Ricas é delegado federal de carreira, já tendo atuado também no Espírito Santo e em Minas Gerais.

O Secretário de Estado de Controle e Transparência do Espírito Santo, Eugênio Ricas, deve assumir o controle de operações da Polícia Federal no País. "Tanto da Polícia Federal com o Ministério Público Federal, quanto também integrando as secretarias de segurança pública e os ministérios públicos estaduais e todos os órgãos que tem a função de coibir o crime no país", acrescentou o novo diretor-geral da PF. Com informações da Folhapress.

Artigos relacionados