Redação do Enem 2017 fala sobre a educação dos surdos no Brasil

Redação do Enem 2017 fala sobre a educação dos surdos no Brasil

Este ano, o exame ocorre em dois domingos consecutivos.

O ministro da Educação, Mendonça Filho, classificou o primeiro dia de aplicação das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ontem como "tranquilo", diante do baixo número de ocorrências policiais e de uma queda expressiva na quantidade de candidatos eliminados por descumprimento de regras, em relação ao ano passado.

Tema da Redação do Enem 2017: Metalinguagem?

O Enem 2017 terá mais de 600 mil pessoas envolvidas na aplicação e transporte das provas.

O segundo dia de provas do Enem está agendado para o próximo domingo (12), quando serão aplicadas as avaliações de matemática e ciências da natureza. "Acho importante respirar e tentar relaxar por alguns instantes". Poucos instantes após o início do exame, o Inep divulgou em sua conta no Twitter o tema da redação: "Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil". Pode usar passaporte, RG, Certificado de Reservista, Carteira Nacional de Habilitação (CNH), Certificado Dispensa de Incorporação, Carteira de Trabalho e Previdência Social e identidade para estrangeiros expedida pelo Ministério da Justiça. Cópias simples, cópias autenticadas ou documentos sem foto não servem.

Além do documento, o candidato deve levar caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente e o Cartão de Confirmação de Inscrição e Declaração de Comparecimento impressa para assinatura do Coordenador de Local (caso precise do documento). Os treineiros, aqueles que fazem a prova apenas para autoavaliação, têm a maior taxa de acesso: dos 523.415 estudantes nessa condição, 94% conferiram seu local de prova.

DadosOntem, o prazo de término para responder as 45 questões de múltipla escolha de cada área de conhecimento e a redação foi de cinco horas e 30 minutos. No dia 12, será uma hora a menos.

Na prática, a decisão de Cármen Lúcia mantém decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) do último dia 25 que proíbe anular a redação contrária aos direitos humanos e permite somente o desconto de no máximo 200 pontos (de um total de 1.000).

Artigos relacionados