PSDB fecha acordo e Alckmin será novo presidente nacional do partido

PSDB fecha acordo e Alckmin será novo presidente nacional do partido

O senador Tasso Jereissati (CE) desistiu nesta segunda-feira (27) de disputar a presidência nacional do PSDB na convenção nacional do partido, marcada para o próximo dia 9, em Brasília.

Caso consiga pacificar o PSDB, Alckmin ganha musculatura para ser o candidato oficial do PSDB parra disputar a Presidência da República nas eleições do próximo ano.

Após muitas negociações, o consenso em torno do paulista foi alcançado em reunião nesta segunda-feira (27/11), quando os então candidatos Marconi Perillo, governador de Goiás, e o senador Tasso Jereissati (CE) firmaram o acordo.

Marconi endossou a proposta do presidente nacional do PSDB, o ex-governador de São Paulo Alberto Goldman, para a formação de uma única chapa para o diretório nacional.

Em termos proporcionais, Marconi tem 61,4% dos delegados com votos definidos, mostra a reportagem da Folha, que aponta que o governador conquistou a preferência dos tucanos de oito unidades da federação - Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal, Tocantins, Amazonas, Minas Gerais e Santa Catarina. Perillo já havia sinalizado que aceitaria abrir mão da candidatura em nome de Alckmin.

Artigos relacionados