Prefeitos alvos de operação se apresentam nesta quarta, diz advogado

Prefeitos alvos de operação se apresentam nesta quarta, diz advogado

Hoje, a PF deflagrou uma operação para afastar Claudia, José Robério de Oliveira, o prefeito de Eunápolis, e Agnelo Santos, o prefeito de Santa Cruz Cabrália -todas cidades da Bahia.

O grande esquema, é que nunca administraram as cidades sem festas, desde o Pedrão e depois em Porto Seguro, o São João Elétrico, recentemente Cláudia Oliveira foi processa por contratar bandas para 2017, sem licitação, o rotga51.com publicou a matéria, Robério recentemente teve seus bens sequestrados pela justiça, e o rofgta51.com já fez várias publicações de processos de Robério, sendo em que, praticamente todos eles, Robério é réu. Segundo a PF, a ação foi batizada com o nome de Operação Fraternos devido os investigados serem parentes e pelo esquema envolver outros familiares deles. Estão sendo investigados desvios de R$ 200 milhões nas prefeituras de Porto Seguro, Santa Cruz Cabrália e Eunápolis, todas no litoral sul baiano. São cumpridos 21 mandados de prisão temporária, 18 de condução coercitiva e 42 de busca e apreensão.

As investigações apontam que as prefeituras envolvidas contratavam empresas relacionadas ao grupo familiar para fraudar licitações, simulando a competição entre elas.

A grande operação, que acontece também nos estados de São Paulo e de Minas Gerais, conta com aproximadamente 250 policiais federais, com apoio de 25 auditores da Controladoria-Geral da União e de membros do Ministério Público Federal.

A PF afirma que, após a contratação, parte do dinheiro que era repassado pelas prefeituras era desviado, utilizando "contas de passagem" em nome de terceiros.

Segundo nota da PF, "em um dos casos investigados, foi observado que uma das empresas do esquema tinha como sócio um ex-funcionário de outra empresa do grupo criminoso, que teria investido 500 mil reais na integralização do capital". A investigação, no entanto, descobriu que a renda mensal deste funcionário era de cerca de R$ 800 à época.

Este espaço destina-se apenas à comunicação de erros encontrados em nossos textos.

Artigos relacionados