Pontapé em Guimarães vale suspensão europeia e rescisão — Patrice Evra

Pontapé em Guimarães vale suspensão europeia e rescisão — Patrice Evra

Evra não poderá atuar por clubes da Europa por sete meses, até 30 de junho de 2018.

Em 02 de novembro, os adeptos e os jogadores do Marselha, no qual alinha o português Rolando, envolveram-se em agressões no relvado do Estádio D. Afonso Henriques antes do jogo para a Liga Europa de futebol entre a equipa francesa e o Vitória de Guimarães, que os vimaranenses viriam a vencer por 1-0.

O internacional francês não terá gostado dos comentários que esse mesmo adepto lhe terá feito enquanto fazia exercícios de aquecimento, dirigindo-se à bancada para responder. Alguns adeptos do Marselha saltaram a barreira de segurança, acabando um deles por levar um pontapé do jogador na cabeça.

Neste contexto, o clube considera que "não estão reunidas as condições" para que Patrice Evra "possa cumprir com serenidade e eficácia as suas funções", pelo que ambas as partes decidiram "cessar a colaboração de mútuo acordo".

No último dia 3, a Uefa anunciou a criação de um inquérito disciplinar para investigar a agressão de Evra.

Aos 36 anos, Evra também é lateral da seleção francesa, teve passagem marcante pelo Manchester United e defendeu clubes de ponta da Europa, como Monaco e Juventus.

O Marselha e o Vitória de Guimarães também foram multados pela UEFA. A entidade ainda o multou em 10 mil euros (R$ 38 mil).

O Vitória SC, por sua vez, foi condenado a pagar 5 mil euros devido ao facto de alguns adeptos do clube também terem invadido o campo.

Artigos relacionados