Policiais agridem mulheres que pediam atendimento em hospital de MG

Policiais agridem mulheres que pediam atendimento em hospital de MG

Uma confusão entre policiais militares e populares em uma Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) em Salinas, no Norte de Minas, tomou as redes sociais na manhã desta segunda-feira (13). Um inquérito foi aberto pela própria PM para investigar a conduta dos policiais. Pelo vídeo, é possível notar que a confusão começa com uma discussão. Um vídeo gravado por um cinegrafista amador mostra a polícia agredindo homens e mulheres tanto dentro como fora da unidade de saúde. Outras pessoas também aparecem, indicando que estão descontentes com a detenção do homem que, neste momento, já está algemado e deitado do lado de fora da UPA.

A situação fica mais complicada quando um segundo homem é preso e dominado por quatro policiais. Imediatamente, um PM agride e derruba a mulher com um forte tapa no rosto. Em seguida, o primeiro preso se levanta e entra na confusão, até ser agredido novamente com chutes até cair. Ela é puxada pelos cabelos e outra leva um tapa e cai afastada do tumulto.

Segundo a polícia, dois homens estavam exaltados e xingando os funcionários no hospital. A polícia informou que eles resistiram a ação policial e que, por isso, teve que fazer "uso diferenciado da força". Eles contaram que as mulheres, de 23 e 35 anos, tentaram impedir a prisão dos rapazes. No comunicado a PM garante que os militares foram atingidos por chutes e tiveram escoriações.

Ao todo, cinco pessoas foram presas, sendo três homens e duas mulheres.

Quanto a agressão dos policiais, a PM afirmou que, "com base nas imagens, o Comandante da Unidade, Major PM Giovane Rodrigues de Oliveira, determinou a abertura de um Inquérito Policial Militar em caráter de urgência, já procedendo à o já procedendo à oitiva [interrogatório] dos envolvidos e dos policiais militares". A reportagem acionou a Prefeitura de Salinas, que também está apurando o fato, mas adiantou que os funcionários chamaram a polícia após uma briga de família que começou em uma festa e continuou na UPA, para onde foi encaminhado um homem ferido na briga.

Artigos relacionados