Nova deserção de soldado norte-coreano na Zona Desmilitarizada

Nova deserção de soldado norte-coreano na Zona Desmilitarizada

Um soldado norte-coreano conseguiu fugir do país, na passada segunda-feira, através de uma zona desmilitarizada na fronteira com a Coreia do Sul.

O incidente ocorreu às 16h no horário local (4h em Brasília), na Área de Segurança Conjunta de Panmunjom, o único lugar da Zona Desmilitarizada no qual soldados das duas Coreias se veem frente a frente. O soldado abandonou seu posto de segurança no lado norte da vila Panmunjom em direção ao lado sul da fronteira, de acordo com informações do governo da Coréia do Sul.

O militar foi levado a um hospital sul-coreano para receber tratamento devido a um ferimento no ombro, segundo um porta-voz do Ministério de Defesa da Coreia do Sul.

"O Exército [sul-coreano] aumentou seu nível de alerta perante possíveis provocações do Exército Norte-Coreano", explicou o Estado-Maior num breve comunicado. Desde o início do ano até agosto, 780 norte-coreanos fugiram para a Coreia do Sul - um número que representa uma descida de 13% face aos anos anteriores.

Esta zona desmilitarizada - chamada DMZ (Demilitarised Zone) - é um dos pedaços de terra mais bem vigiados do mundo.

Apesar de o conflito entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul ter terminado em 1953, certo é que não houve um tratado formal de paz, sendo o clima de tensão entre ambos permanente.

Ocasionalmente, soldados norte-coreanos conseguem desertar à Coreia do Sul através da fronteira fortemente vigiada.

Artigos relacionados