Ex-assessor diz que destruiu provas a pedido de Geddel — Época

Ex-assessor diz que destruiu provas a pedido de Geddel — Época

Ele negocia um acordo de delação premiada com a Procuradoria-Geral da República (PGR).

Segundo a revista "Época", Job disse no depoimento de terça-feira à PF que, a mando de Geddel, ajudou a picotar e jogar papéis em um vaso sanitário, além de colocar outros documentos em sacos de lixo.

O ex-assessor afirmou ainda que recebia dinheiro do ex-ministro para contar na casa da mãe de Geddel, que mora no mesmo prédio do peemedebista. A memória de Job é perigosa para Geddel e seu irmão Lúcio.

O depoimento de Job foi tomado pelo delegado da operação Cui Bono?, Marlon Cajado, e pelo procurador do grupo de trabalho da Lava Jato na PGR, Hebert Mesquita, na Superintendência da Polícia Federal, em Salvador. O ex-ministro foi preso preso pela primeira vez em julho por ordem do juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília.

Segundo a Época, o advogado de Brandão, Marcelo Ferreira, confirma que seu cliente quer fazer delação premiada e estuda entrar com uma ação na Justiça pedindo ressarcimento dos valores de seu salário que eram devolvidos à família Vieira Lima - segundo ele, algo em torno de 80% do total. A defesa de Geddel argumentou que as buscas no apartamento com os R$ 51 milhões foram ilegais porque partiram de denúncia anônima.

Por meio de advogados, ele fez uma oferta para falar tudo que sabe envolvendo o "bunker" do ex-ministro, como ficou conhecido o apartamento na capital baiana. O ex-diretor e o assessor da Câmara foram soltos após pagamento de fiança.

"Apesar de figurar nos registros da Câmara dos Deputados como secretário parlamentar, na prática as atividades de Job se resumiam aos interesses pessoais dos parlamentares e familiares, um verdadeiro empregado doméstico, refém das circunstâncias e obrigado a devolver a maior parte de seu salário, pago pelos cofres públicos", diz o advogado.
Em 2011 passou a ser funcionário de Lúcio Vieira Lima, mas foi exonerado em outubro deste ano.

Artigos relacionados