Detento é enforcado após motim na Casa de Detenção de Altos

Detento é enforcado após motim na Casa de Detenção de Altos

O motim teria iniciado após a transferência de presos da penitenciária Irmão Guido para a cadeia publica de Altos. Os agentes revidaram com tiros de balas de borracha. Segundo Jefferson Dias, diretor dos assuntos sindicais do Sindicato de Agentes Penitenciários do Piauí, a causa do motim foi uma manifestação dos presos por conta da superlotação do presídio. "Os agentes de lá pediram um reforço, mas até agora não chegou, e a problemática se alastrou dentro da unidade".

Um princípio de rebelião e motim aconteceu na manhã desta quinta-feira (09) na Casa de Detenção Provisória de Altos.

A Polícia Militar também foi acionada e está no local, mas a ação já estava controlada antes da chegada dos policiais. "A casa tem capacidade de abrigar cerca de 120 presos, mas atualmente, possui quase 300". Segundo Kleiton, a lotação foi respeitada até setembro de 2017, quando houve a crise entre agentes penitenciários e a Secretaria de Justiça.

Em nota, a Secretaria de Justiça informou que 20 detentos participaram do motim.

Uma vistoria geral está sendo realizada no presídio, de acordo com a secretaria.

Artigos relacionados