Deputado Federal do PMDB é pego com queijo escondido na cueca

Deputado Federal do PMDB é pego com queijo escondido na cueca

As informações são do jornal O Dia.

A Subsecretaria do Sistema Penitenciário (Sesipe) informou, por meio de nota, que a irregularidade foi identificada no processo de revista.

O parlamentar trabalha durante o dia no Congresso e, à noite, dorme na cadeia. O deputado cumpre pena em regime semiaberto mas, por decisão da Câmara, não perdeu o mandato. Indagado se havia mais alguma coisa guardada, Celso negou e disse que "estava com fome e que não iria mais tentar entrar com alimentos". Tentou introduzir na cadeia um queijo provolone e dois pacotes de bolachas.

Incorrendo num castigo de 30 dias de isolamento, Celso Jacob vai passar pelo menos uma semana na solitária. E, por conta do episódio, foi aberto um inquérito disciplinar para apurar o caso. A punição ao deputado será ficar sete dias em isolamento. Procurado, o advogado do deputado federal, Thiago Machado, não retornou às ligações da reportagem e nem respondeu mensagens.

Jacob foi condenado pelo STF a 7 anos e 2 meses de prisão por falsificar documentos e dispensar licitação para construção de uma creche em 2002, quando era prefeito da cidade de Três Rios (RJ).

Artigos relacionados