Crescimento do PIB português desacelera no terceiro trimestre

Recorde-se que no primeiro trimestre do ano o Produto Interno Bruto (PIB) havia crescido 2,8% e no segundo trimestre 3% registando no terceiro trimestre um recuo para os 2,5%.

Os dados, revelados esta manhã pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), ficam abaixo das previsões feitas que apontavam para um crescimento entre 2,6 e 2,9%. No entanto, em cadeia, o crescimento de 0,5% até representa uma aceleração face aos 0,3% do segundo trimestre. Este aumento é superior ao da Zona Euro e bastante superior ao de 2016 que se saldou nos 1,4%.

O INE explica que para o crescimento do PIB contribuiu o aumento do consumo privado, mas o investimento abrandou.

Artigos relacionados