Brasil vence Japão e deixa boas indicações para o Mundial2018

Brasil vence Japão e deixa boas indicações para o Mundial2018

Neymar caminha a passos largos para se tornar um dos maiores jogadores da história da seleção brasileira. "Vamos ver como ele se sai, sempre respeitando o estilo de cada jogador", explicou o técnico Tite. O próximo duelo será na terça-feira, 14 deste mês, quando os comandados de Tite encaram a Inglaterra, no estádio de Wembley, em Londres, às 17h. Em um lance fora da disputa pela bola, Yoshida puxou Fernandinho na grande área e o árbitro Benoit Bastien não viu, mas contou com a ajuda do VAR (sigla para árbitro de vídeo em inglês) para marcar o pênalti.

As principais novidades são o lateral direito Danilo, do Manchester City, o zagueiro Jemerson, do Monaco, e o meia Giuliano, do Fenerbahçe - este herdou a vaga de Philippe Coutinho, meia do Liverpool, que seria escalado por Tite na função. Seria o 54º gol do camisa 10 pela Amarelinha.O Brasil não desanimou com o erro de Neymar.

Ingênuo e pouco organizado na defesa, o Japão cometeu dois pênaltis em 15 minutos, o primeiro deles em um lance surpreendente. Brasil 2 x 0 Japão. Mas o Japão mal teve tempo para comemorar, porque dois minutos depois Marcelo, de fora da área acertou um chutaço no ângulo no rebote da zaga após cobrança de escanteio.

O árbitro de vídeo foi utilizado novamente aos 42 minutos.

Mesmo com cinco mudanças entre os titulares, no início o Brasil não deixou de se apresentar como um conjunto sólido como vinha sendo nas eliminatórias sul-americanas com time.

O primeiro tempo encerrou com apenas uma ameaça do Japão. Com a mesma naturalidade que o Brasil fez todo o resto: desarmes, contra-ataques, trocas de passes, e o terceiro gol, num cruzamento de Danilo para Gabriel Jesus. E o Japão descontou aos 17, em uma falha de Jemerson. No banco, Alex Sandro, Diego, Diego Souza, Douglas Costa e Taison ainda aguardam por uma oportunidade para brilhar. Na cobrança de falta, Sugimoto subiu e marcou de cabeça. Giulano, também observado para o meio campo, cedeu seu lugar para Renato Augusto.

Japão: Kawashima; Hiroki Sakai, Yoshida, Makino e Yuto Nagatomo; Hasebe e Yamaguchi; Nagasawa, Osako e Haraguchi; e Kubo.

Os cerca de 20 mil torcedores que lotaram parcialmente o estádio do clube Lille não puderam vibrar com nenhuma outra jogada brilhante e o jogo terminou com o Brasil mantendo sua invencibilidade sobre a equipe japonesa.

Artigos relacionados