Ataque Nova Iorque: Suspeito é Sayfullo Saipov

Ataque Nova Iorque: Suspeito é Sayfullo Saipov

Um bilhete encontrado no caminhão utilizado no ataque desta terça-feira nos Estados Unidos indica, segundo fontes locais, que o terrorista de Nova York estaria agindo em nome do grupo extremista Daesh, o chamado Estado Islâmico.

A Uber confirmou entretanto que o suspeito trabalhava efetivamente para a empresa e que tinha sido feita uma investigação do passado de Saipov que não levantara qualquer problema. Até mesmo uma foto do suspeito já está sendo veiculada na imprensa.

Pelo menos oito pessoas morreram hoje quando um homem conduziu uma carrinha para uma ciclovia movimentada perto do memorial do World Trade Center, em Manhattan, Nova Iorque, disse o 'mayor' da cidade norte-americana.

De acordo com o Ministério das Relações Exteriores, os nomes das vítimas são Hernán Diego Mendoza, Diego Enrique Angelini, Alejandro Damián Pagnucco, Ariel Erlij e Hernán Ferruchi. Martín Ludovico, único argentino sobrevivente, está internado no Presbiterian Hospital de Manhattan e fora de perigo. Todos tem entre 48 e 49 anos. Outros dois mortos ainda não foram identificados oficialmente.

O carro também acabou batendo em um ônibus escolar, mas não deixou feridos entre as crianças.

Segundo algumas testemunhas citadas pela ABC News, o autor do atentado foi ouvido a gritar "Allahu Akbar", "Deus é Grande" em árabe. Foi atingido a tiro pela polícia no abdómen e posteriormente detido.

Agora, a polícia, que já classificou a ação como "um ato de terror" investiga as ligações do suspeito. "Vamos continuar em contacto próximo com as autoridades policiais e o FBI para ajudar na investigação".

Artigos relacionados