Trump chega a acordo com Democratas para elevar teto da dívida americana

Trump chega a acordo com Democratas para elevar teto da dívida americana

O contrato futuro de ouro fechou em baixa nesta quarta-feira (6), após notícias de que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e líderes do Congresso chegaram a um acordo para elevar o teto da dívida e o financiamento do governo.

Por proposta dos Democratas, o acordo inclui ainda um pacote financeiro de ajuda às vítimas do furacão Harvey, que na semana passada varreu a costa sul dos EUA, sobretudo o Estado do Texas, tendo provocado mais de 40 mil desalojados. Membros do Partido Democrata já haviam anunciado a iniciativa, confirmada depois pelo presidente, que qualificou o acordo como "muito bom". Mas a votação pode se tornar mais controversa no Senado, onde os republicanos indicaram que pretendem anexar a medida ao aumento do teto da dívida. "Tivemos um encontro muito, muito profissional", afirmou o líder dos EUA, numa referência à reunião com os líderes dos dois partidos no Congresso.

Essa ligação entre o pacote de ajuda e o aumento da capacidade de endividamento já tinha, aliás, sido defendida pelo secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, que pedia uma decisão até 29 de Setembro.

Há seis anos, a falta de acordo sobre o aumento do teto da dívida deixou os EUA à beira de declarar a suspensão dos pagamentos do Governo, e levou a agência de notação financeira Standard and Poors a diminuir pela primeira vez na história o "rating" da dívida norte-americana, que está perto de atingir os 20 bilhões de dólares.

Artigos relacionados