Scolari goleia Villas-Boas, mas é o português que segue em frente

Scolari goleia Villas-Boas, mas é o português que segue em frente

Ele exemplificou as situações e ainda valorizou o feito de sua equipe ao se classificar.

"Viajamos de ônibus para o estádio".

O diretor técnico do Shanghai SIPG, Mads Davidsen, registrou uma das colisões entre carros (foto acima) e chegou a citar um total de cinco acidentes que causaram o atraso do ônibus da equipe na chegada ao estádio.

Comentando a vitória e a classificação no torneio asiático, o técnico português voltou a enfatizar a possível trama do Guangzhou contra seu time.

- Foi um feito para o Shanghai SIPG, porque parecia que apenas um clube estava destinado a dominar o futebol na Ásia, sem olhar para os meios de conseguir, bloqueando hotéis e provocando falsos acidentes.

O Shanghai SIPG enfrentará nas semifinais da Champions asiática o vencedor do confronto japonês entre o Kawasaki Frontale e o Urawa Reds.

Mais improvável que os "acidentes propositais" arquitetados pelo Guangzhou, só mesmo o que aconteceu dentro de campo.

A equipa de Xangai terminou o prolongamento a perder por 5-1, desbaratando a vantagem de 4-0 alcançada na receção ao Guangzhou Evergrande, orientado pelo brasileiro Luiz Felipe Scolari, antigo selecionador de Portugal, mas qualificou-se para as meias-finais na 'lotaria' das grandes penalidades.

No prolongamento e já a jogar com 10 jogadores, Shanghai SIPG fez o 4x1 através de um livre de Hulk, mas permitiu o 5x1 por Ricardo Goulart de grande penalidade.

Artigos relacionados